top of page

Budweiser é patrocinadora do Afropunk

Em parceria inédita, a marca será patrocinadora da primeira grande edição do festival na América Latina.

O festival nasceu com o objetivo de conectar globalmente, a partir da música, talentos e comunidades diaspóricas em um grande encontro de celebração da cultura negra e promover o debate e a promoção da equidade, da pluralidade cultural e da diversidade.


Por se tratar de uma celebração ancestral, o ponto de encontro de artistas e público no Brasil não poderia ser outro senão a cidade mais negra do mundo fora do continente africano.


O evento, além de enriquecer ainda mais a história, a música, a gastronomia e a cultura do país, amplia possibilidades para que profissionais pretos de diversos setores estejam envolvidos diretamente, movimentando a economia, e mostra como Budweiser está conectada com a cena musical efervescente do Brasil.


O apoio ao Afropunk se insere no amplo pipeline de projetos da Ambev para contribuir com iniciativas de equidade e inclusão.


A evolução cultural da marca está diretamente relacionada aos valores de colaboração, escuta ativa e visão de longo prazo para se manter atuante no tema.


Mantendo o foco em diversidade e inclusão, a pauta tem sido fio condutor importante para tomadas de decisão dentro da Ambev.


“O festival representa um marco para a Ambev. Como liderança negra é também um novo momento do qual podemos protagonizar decisões que impactam o nosso próprio público - uma nova realidade para o mercado”, afirmou Peter Albuquerque, head de cultura e criatividade da Ambev, destacando que a realização do evento é um marco para a companhia.


"Ligar o projeto à comunidade brasileira significa que podemos, juntos, construir conversas e consciência coletiva para que os negros ocupem novos espaços e transformem o Afrofuturismo numa realidade do presente", acrescentou Cyrus Dennis, CEO Global do Afropunk, reforçando a importância do empoderamento do púbico brasileiro.


A parceria inédita de Budweiser e Afropunk vai fortalecer ainda mais o compromisso de movimento social e ativismo que o evento traz.


“O festival tem o papel de elevar o debate e reafirmar direitos e valores relacionados a questões de gênero e raça que também estão alinhados com o propósito da marca. Budweiser e Afropunk não são apenas o match perfeito, mas uma união de potências com o intuito de impactar a sociedade, fomentando a música e a multiculturalidade”, destaca Ludmila Kaminskas, gerente de cultura e branded content de Budweiser.


“O AFROPUNK é mais que um festival, é um movimento de conexão entre potências que entram na roda e reconhecem suas batalhas e conquistas em quem está ao lado. Budweiser chega para valorizar e amplificar essa grande construção coletiva”, finaliza Ana Amélia Nunes, diretora de comunicação do festival Afropunk e sócia da ID Works.


6 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page