top of page

CEO do Web Summit pede demissão após críticas a Israel e cancelamento de patrocinadores

Evento será realizado no dia 13 de novembro em Lisboa, Portugal.

No mais recente desenvolvimento envolvendo o Web Summit, Paddy Cosgrave, co-fundador e CEO do renomado evento de startups e inovação, optou por renunciar ao seu cargo. Sua renúncia veio após suas declarações relacionadas à resposta de Israel aos ataques do Hamas, que foram interpretadas como críticas a Israel e levaram empresas influentes, como a Alphabet (controladora do Google) e a Meta Platforms (responsável pelo Facebook e Instagram), a retirarem seu patrocínio e apoio ao evento.


Os organizadores do Web Summit anunciaram que estão em busca de um novo CEO e garantiram que o evento, programado para começar em 13 de novembro em Lisboa, Portugal, continuará conforme planejado. Em um comunicado, Cosgrave expressou seu arrependimento pelas controvérsias que suas declarações pessoais geraram, reconhecendo que elas se tornaram uma distração para o evento, a equipe, os patrocinadores e todos os envolvidos.


Os comentários de Cosgrave nas redes sociais, nos quais ele mencionou que "crimes de guerra são crimes de guerra mesmo quando cometidos por aliados", referindo-se à resposta de Israel aos ataques do Hamas, causaram uma reação negativa entre diversos investidores de capital de risco e empresários do setor de tecnologia. Apesar de ter publicado um pedido de desculpas em seu blog nos dias seguintes, a pressão aumentou à medida que palestrantes e patrocinadores passaram a retirar seu apoio ao evento.


Além da Alphabet e da Meta Platforms, empresas como Amazon, Intel, Siemens, Stripe, e um grupo de investidores também anunciaram o cancelamento de seus planos de participação no evento. Alguns investidores israelenses ainda convocaram um boicote ao evento.


A renúncia de Cosgrave foi surpreendente, uma vez que ele havia indicado, até a semana passada, que permaneceria no cargo e assegurou aos funcionários que o evento tinha recursos suficientes para continuar pelos próximos dois anos.


O Web Summit, fundado por Paddy Cosgrave em 2009 em Dublin, cresceu para se tornar um dos principais eventos de tecnologia e inovação do mundo. Embora tenha gerado sucesso e atraído uma ampla gama de empresas e investidores, Cosgrave já havia enfrentado polêmicas no passado, incluindo a retirada de convites para palestrantes associados ao site Grayzone no ano anterior, devido a polêmicas envolvendo narrativas anti-governo ucraniano publicadas pelo site.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page