top of page

Mercado de apostas atinge R$7 bilhões no Brasil, com alta de 76% ao ano

Setor investe pesado em clubes de futebol para se popularizar, e vê uma febre de apostas esportivas desde o início da pandemia.

O mercado de apostas se tornou uma febre no país desde o início da pandemia, com alta de 76% ao ano, o que fez o faturamento do setor saltar de R$2 bilhões para R$7 bilhões.


O resultado foi um aumento expressivo de patrocínios e participação, especialmente no setor esportivo.O futebol, que responde por 0.72% do PIB brasileiro, ou cerca de R$57 bilhões em 2021, é o centro das atenções.


Segundo a consultoria Ernest Young, o setor viu uma alta de 35% apenas em faturamento de clubes brasileiros, que atingiu R$7 bilhões em 2021.


No campeonato brasileiro, ao menos 19 dos 20 principais times possuem patrocínio de empresas ligadas à apostas.Pesquisa realizada pela Globo aponta que ao menos 1 em cada 6 apostadores no país tem as apostas esportivas como sua principal fonte de renda.


No país, o setor ainda carece de regulação, com o governo tentando se aproveitar da alta para aumentar sua fatia no bolo, tendo em vista que apostas, exceto aquelas organizadas pelo próprio governo, são consideradas “ilegais”, operando sob domínios estrangeiros.


Em fevereiro deste ano a Câmara dos deputados aprovou um projeto que prevê a regulamentação do setor. O projeto relatado pelo deputado Felipe Carreras (PSB-PE), prevê a legalização de casinos, apostas esportivas online e até mesmo o jogo do bicho.


O texto prevê até 3 cassinos em SP (estados acima de 25 milhões de habitantes), e 2 cassinos em estados entre 15 e 25 milhões de habitantes (RJ e MG), e apenas 1 por estado nos demais. Segundo o próprio relator, a expectativa é de que atualmente existam cerca de 300 casinos operando ilegalmente apenas em SP.



9 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page