Metaverso deve atingir US$ 800 bilhões até 2024

Uma pesquisa realizada pela Globant (NYSE: GLOB), empresa nativa digital focada em reinventar os negócios por meio de soluções tecnológicas inovadoras, mostra que, embora 73% das pessoas acreditem que o metaverso é acessível a elas, apenas 26% o experimentaram.

O relatório, denominado “Como o metaverso está empurrando as fronteiras digitais e reinventando nosso lugar no mundo físico”, explora as tendências que estão mudando o futuro, analisa os efeitos de um metaverso multifuncional e apresenta novos dados com base em uma pesquisa proprietária realizada com 834 profissionais de tecnologia dos cinco continentes, sendo que 86,57% dos participantes são da América do Sul.


“Embora esteja em seus estágios iniciais, o metaverso está desafiando as organizações a preparar seus negócios para este novo mundo”, disse Diego Tártara, diretor de tecnologia da Globant. O executivo também acrescentou que “ao mesmo tempo, à medida que trazem seus negócios para essa nova realidade, seus usuários continuam aprendendo a abraçar essa nova era, e a Globant tem a capacidade de apoiar as organizações a serem bem-sucedidas em sua transformação digital”.


Percepção sobre o metaverso

A pesquisa concluiu que 75% não acreditam que o metaverso seja voltado apenas para uma geração jovem e 69% acreditam que ele desempenha um papel crucial no trabalho remoto. De acordo com o Gartner, até 2026, 25% das pessoas passarão pelo menos uma hora por dia trabalhando dentro desta nova realidade, fazendo compras, em sua educação, nas redes sociais e/ou entretenimento.


De acordo com a Globant, investir em games se tornará um grande ponto focal para muitas organizações. Distribuição, engajamento, teste e o aprendizado no espaço de games de hoje serão importantes para descobrir como se integrar aos metaversos do futuro, ou seja, o universo dos games tem sido um acelerador da tecnologia porque é uma maneira divertida das empresas interagirem com ele e obterem lucros de forma rápida. Gráficos 3D, realidade aumentada e realidade virtual começaram como tecnologias de games e rapidamente se tornaram muito mais do que isso.


Impacto na economia

O relatório também detalha como o metaverso está impactando organizações e indústrias, da saúde ao comércio e da manufatura às finanças. Além disso, o documento indica que este conceito quebrará as barreiras físicas e digitais ao ampliar a presença virtual das empresas e maximizar o engajamento com clientes e colaboradores, transformando, também, a forma como as pessoas se identificam em relação à nova cultura digital, a economia e o sistema de comércio eletrônico.


“O metaverso é a próxima evolução de nossas interações sociais”, disse Matías Rodríguez, vice-presidente de tecnologia do Metaverse Studio da Globant. “Muitas marcas já exploram o espaço e criam experiências inovadoras. Ainda assim, entendemos que as empresas precisam de uma visão integral de sua existência dentro do metaverso para obter sucesso”.


14 visualizações0 comentário