top of page

Orange, patrocinadora da seleção francesa de futebol, usa IA para promover time femininino na Copa

A idéia e demonstrar que as mulheres são tão habilidosaas quanto os homens

A empresa encarregou a agência Marcel para criar uma campanha que desafiasse a percepção de que o futebol feminino não é tão emocionante ou tecnicamente eficiente quanto o masculino.


O resultado: um curta-metragem que inicialmente leva os espectadores a acreditar que estão assistindo a uma compilação de ações da seleção francesa masculina. No início, movimentos habilidosos de favoritos como Kylian Mbappé e Antoine Griezmann são abundantes.


Logo, porém, a perspectiva muda e percebemos que na verdade é uma compilação com Sarkina Karchaoui, Selma Bacha e outras estrelas da seleção feminina.


Para criar o clipe de 2 minutos, a Marcel pesquisou imagens de mais de 80 competições masculinas e femininas, com duração média de 95 minutos cada.


"Embora as atitudes estejam mudando, especialmente graças à Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 realizada na França, rapidamente percebemos que em programas de TV, comentários nas redes sociais ou conversas ouvidas em bares, o discurso sobre o futebol feminino ainda é catastrófico, sexista e cheio de preconceitos que não cabem em 2023", diz Margaux Grenouilloux, planejadora estratégica da Marcel.


"Sabíamos que os fãs de futebol sempre discordavam em muitos tópicos: clubes, jogadores, previsões, o nível dos times femininos", diz Grenouilloux. "Mas sabíamos que havia uma coisa que eles nunca questionavam: belas habilidades técnicas. O amor por jogadas habilidosas que acumulam milhões e milhões de visualizações em plataformas de streaming, com vídeos 'best-of' em canais especializados seguidos por inúmeros fãs de futebol."


Segundo o Conselho Superior para a Igualdade de Gênero, o sexismo persiste na França e suas manifestações mais violentas estão se agravando. Apesar do movimento #MeToo, os estereótipos sexistas continuam prevalecendo. Entre os homens de 25 a 34 anos, quase um quarto acredita que a violência às vezes é necessária para ganhar respeito, e 40% acham normal que as mulheres parem de trabalhar para cuidar dos filhos.


A mesma pesquisa diz que 80% das mulheres sentem que são tratadas pior do que os homens por causa de seu gênero.


Diante desse cenário, o objetivo da Orange é apoiar os esforços que se concentram na proteção e na fiscalização, mas também abordar as mentalidades desde tenra idade.


O trabalho foi feito ao longo de um ano, com uma fase de produção totalizando cinco meses. "Compil des Bleues" (ou "Blues Compilation") foi lançado na semana passada, antes da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2023, que acontecerá na Austrália e na Nova Zelândia de 20 de julho a 20 de agosto.


A campanha ocorre durante todo o evento e tem como alvo os torcedores nas plataformas mantidas por L'Équipe, BeIN Sports, Foot Mercato e Fédération Française de Football. Influenciadores do YouTube, Twitter e Snapchat também estão participando.


O vídeo foi compartilhado por atuais e ex-jogadores das seleções feminina e masculina, várias personalidades do esporte e o ministro francês dos esportes.











27 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page