top of page

Empresas fazem fila para patrocinar atletas e influenciadores na Copa

Nomes Neymar, Cafu Galvão Bueno, chegam ao mundial do Catar como os preferidos pelas marcas neste ano.


Um grupo de atletas e celebridades do mundo esportivo se consolidou como o dos “queridinhos” da publicidade com as campanhas para a Copa do Mundo de 2022. Nomes como o do atacante da seleção brasileira Neymar, do ex-jogador Cafu e do narrador Galvão Bueno, da TV Globo, chegam ao mundial no Catar como os mais “convocados” pelas marcas neste ano.


Estreante em Copas do Mundo, o atacante Vini Jr. desbancou nomes já tradicionais do esporte e se consagrou como o mais procurado pelas marcas este ano. Conforme um levantamento realizado pela agência Pressfc, ele representa 11 empresas, entre elas Vivo, Sadia e Zé Delivery, entre outros.


Para Jaime Troiano, da Troiano Branding, apesar dos contratos com cifras tentadoras oferecidos pelas marcas, atletas e influenciadores precisam avaliar com cuidado as empresas as quais eles querem se vincular, para evitar desgastes com a sua base de fãs. “Quanto mais cuidadoso for o atleta ao escolher marcas com relevância, melhor. O público sabe quando a pessoa não consome aquele produto que ela está anunciando”, afirma.


Depois de 12 edições do mundial, o narrador da TV Globo Galvão Bueno foi o segundo nome que mais fechou contratos publicitários para a Copa no país do Oriente Médio. O veterano das narrações é o embaixador de oito marcas, como Lojas Americanas, Visa e Ambev. Já o ex-jogador Cafu é hoje responsável por estampar os anúncios de sete marcas, entre elas Adidas, Toshiba e OMO. O capitão do pentacampeonato voltou à cena para estrelar uma campanha da marca de sabão em que ele ensinava os torcedores a como “lavar a zica” das suas camisas da sorte.


Mesmo fora do “Top 3 ”,Neymar também fechou contratos importantes para a Copa no Catar. Nesta edição do evento, o atacante da seleção será o embaixador de quatro marcas, entre elas a cerveja Budweiser, a companhia aérea Qatar Airways, a instituição financeira QNB e a empresa de telefonia do oriente médio Ooredoo. O atleta também participa das ações Sadia, patrocinadora da seleção.


Influencers


Fora dos campos, quem também tem feito fila de patrocinadores são os influenciadores digitais ligados ao esporte. Iran Ferreira, mais conhecido pelo apelido Luva de Pedreiro, caiu no gosto das marcas. Atualmente ele é patrocinado por gigantes como Mcdonald’s, Adidas, Amazon e Pepsi. Em um vídeo divulgado em sua conta pessoal, Ferreira fala sobre os cachês recebidos nessas ações. “Acabei de fazer um vídeo de 40 segundos para ganhar US$ 100 mil de uma empresa internacional”, disse nas redes sociais.


O influenciador Casimiro Miguel viu sua popularidade e seu engajamento dispararem no último ano, assim como a procura das marcas. Em 2022, ele fará a transmissão de 22 partidas da Copa em seu canal da Twitch, uma rede social de vídeos.


“Nós temos uma série de parcerias previstas com ele que serão exibidas durante as lives. Como embaixador, ele não está ali para vender um produto, mas para alavancar a marca entre o público que o acompanha”, afirma Marina Daineze, a diretora de marca da Vivo.

20 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page